DESMISTIFICANDO EXUS E POMBAGIRAS

Neste vídeo Marcelo Souza explica sobre quem são nossos guias, protetores e guardiões, quais suas responsabilidades e como eles estão presentes diariamente em nossa vida, mesmo que não tenhamos consciência total de sua presença.

Fonte da imagem: https://br.pinterest.com/pin/859132066387511560/

SISTEMA TECNOLÓGICO CORPO+ESPÍRITO

Você já deve ter ouvido a frase “Não sou humano.. estou humano”, se referindo à experiência da alma vivendo momentaneamente uma experiência num corpo biológico humano, entre tantas outras experiências da alma vividas em outros corpos, dimensões e realidades.

Esta afirmação é um divisor de águas, quando tomamos consciência da amplitude da nossa alma, expandindo a percepção sobre nossa atuação enquanto Consciência através do multiverso e dos reinos sutis.

Continuar lendo SISTEMA TECNOLÓGICO CORPO+ESPÍRITO

MEDIUNIDADE

Você já deve ter se questionado sobre suas capacidades mediúnicas, sobre como atua sua intuição e como você se comunica com seus guias, guardiões, equipe espiritual, certo?

Certamente eles sempre dão um jeitinho de se comunicar com a gente, seja através da intuição, sonhos, pensamentos e sensações físicas. Mas isso faz de você um médium? Para tornar-se médium é necessário desenvolver a capacidade de incorporação? E para exercitar essa comunicação é imprescindível frequentar algum centro espírita ou terreiro? Ser médium é comunicar-se apenas com os seres desencarnados? Será que se comunicar com os animais, plantas, cristais é uma capacidade mediúnica?

Neste vídeo Marcelo Souza quebra alguns preconceitos e dogmas a respeito da mediunidade, para auxiliar mais pessoas na descoberta de suas próprias capacidades ou talentos mediúnicos.

Este é um dos temas do curso Método Omrom I – próxima turma em agosto, dias 24 e 25. Para conhecer todo o programa do curso e fazer sua inscrição clique.

Imagem de Barbara A Lane por Pixabay

REDEMOINHO CÓSMICO – O FLUXO DA TRANSFORMAÇÃO

Há vários dias estou tentando escrever uma mensagem de final de ciclo e mesmo tentando abordar vários outros temas, meditando, pesquisando, uma mensagem que escrevi há alguns dias não me abandona. Mas para ilustrar inicialmente essa mensagem, peço que assita o seguinte vídeo:

Vídeo sobre a estrutura do Torus e a movimentação do Universo (assita até o final – são só 2 minutinhos e preste atenção aos últimos segundos. A trilha é um pouco irritante, baixe o som e preste atenção na imagem.)

Existem dois princípios herméticos que abordam este tema, tão bem ilustrado pelo Torus: Continuar lendo REDEMOINHO CÓSMICO – O FLUXO DA TRANSFORMAÇÃO

A RESPONSABILIDADE DO SEGUIDOR NA CRIAÇÃO DO MESTRE

Nos últimos tempos temos questionado muito a espiritualidade com relação à responsabilidade dos mestres, gurus, sacerdotes, médiuns, líderes espirituais perante seus seguidores. Mas em algum momento perguntamos nosso papel na criação e manutenção desses líderes no poder?

Compartilhamos uma palestra de Jiddu Krishnamurti, quando ele próprio foi questionado sobre seu papel de guru. Para reflexão.

Fonte: http://jiddu-krishnamurti.net/en/1948/1948-10-03-jiddu-krishnamurti-6th-public-talk

Pergunta a Krishnamurti: Apesar de sua enfática negação da necessidade de um guru, você mesmo não é um guru? Qual é a diferença?

Continuar lendo A RESPONSABILIDADE DO SEGUIDOR NA CRIAÇÃO DO MESTRE

CONSCIÊNCIA SOBRE AS SOMBRAS

Quando a gente começa a jornada de autoconhecimento dentro dos estudos das terapias holísticas, especialmente na Cura Quântica Estelar e Método Omrom, uma questão sempre vem à tona: “será que estou pronto para atender, para ajudar os outros?”

Te convido inicialmente a fazer uma reflexão. Com poucas exceções, a gente entra nestes estudos por uma necessidade pessoal, correto? Para ajudar um parente doente, para se curar, para resolver problemas de relacionamento, para se libertar de algum padrão nocivo familiar, etc, etc. Muitas vezes cansados de buscar por respostas nos outros, começamos uma busca interior.

Continuar lendo CONSCIÊNCIA SOBRE AS SOMBRAS

TRANSIÇÃO. QUANDO CHEGAR A HORA DE DIZER “ADEUS”…

É impossível falar de espiritualidade e despertar de consciência sem falar da nossa relação com os animais. Enganam-se aqueles que acreditam que os humanos possuem uma Consciência superior à dos animais. Podemos ser mais elaborados, mais complexos, sem dúvida. E infinitamente mais estúpidos.

Com nossa mania ou crença de que podemos controlar o mundo, subjugamos outras almas à nossa maneira de pensar e viver, sem permitir, muitas vezes, que esses seres maravilhosos possam abraçar a totalidade de sua existência, simplesmente por capricho ou ignorância. Ou porque nós mesmos não compreendemos ainda que ESTAMOS humanos, momentaneamente. Mas somos uma alma, na busca por experiências na matéria.

Mas está tudo bem, porque os “nossos” animais são almas muito mais conscientes de seu papel, de sua função ou missão nesta breve vida em quatro patas, ou asas, ou guelras, etc. Coitados de nós, pobres seres humanos, que não temos a menor ideia do que somos e o que estamos fazendo aqui.

Continuar lendo TRANSIÇÃO. QUANDO CHEGAR A HORA DE DIZER “ADEUS”…

QUEM SOU EU?

Quem sou eu?

QUEM SOU EU?

Eu sou a presença da Consciência em cada objeto percebido.

Eu sou a Consciência e sua presença em cada pensamento, em cada sentimento, em cada emoção, em cada imagem e em cada sensação.

Eu sou o corpo sem idade do Universo em evolução.

Eu sou a mente atemporal do divino.

Continuar lendo QUEM SOU EU?

ELEMENTAIS – COMO VOCÊ MESMO OS CRIA – POR DASKALOS

– Quais tipos de elementais estamos criando?
Demônios? Por quê?
Porque a partir da divina suprasubstância da vitalidade da Mente, criamos elementais que chamamos de demônios.
… porque elementais são feitos de elementos e elementos são as várias condições dentro da vitalidade da Mente.
Vocês já sabem bastante sobre elementais. E vocês sabem que os elementais são criados por seres humanos utilizando a Mente através do sentimento e do pensamento. Cada emoção, cada pensamento, tudo o que vem à nossa atenção, está criando um elemental.
O elemental tem sua própria forma, ou a forma que nós damos a ele.
O elemental é uma entidade vivente. E porque o chamamos de entidade?
E eu não o chamo de “coisa”, porque um elemental está vivendo sua própria vida. Porque a Mente é viva.
Então vocês têm que entender isso daqui em diante, não apenas pensar, mas compreender a divina suprasubstância da mente, que estão simplesmente criando a partir daí demônios de natureza humana.
O que é um demônio agora? E o que é um anjo? É a guerra dos opostos?
Um demônio, para nós, é uma entidade produtora de dor, existindo em nosso subconsciente, em nossos corpos.
Agora sabemos como um elemental é criado.

Continuar lendo ELEMENTAIS – COMO VOCÊ MESMO OS CRIA – POR DASKALOS