EMPODERAMENTO ESPIRITUAL

Há algumas décadas tem se discutido muito o conceito de empoderamento, que ainda tem ganhado bastante atenção no âmbito acadêmico e social, passando a fazer parte de diversos campos, em especial, da administração, economia, psicologia e sociologia política.

“Empoderamento é o equivalente em português do inglês empowerment. Numa primeira mirada, empoderamento é quase sinônimo de autonomia, na medida em que se refere à capacidade de os indivíduos e grupos poderem decidir sobre as questões que lhes dizem respeito, escolher, enfim entre cursos de ação alternativos em múltiplas esferas – política, econômica, cultural, psicológica, entre outras. Desse modo, trata-se de um atributo, mas também de um processo pelo qual se aufere poder e liberdades negativas e positivas.”

Resumidamente, o ato de empoderar alguém é oferecer a esse indivíduo tanto a oportunidade quanto a responsabilidade por tomar as próprias decisões, sem depender de hierarquias que digam a ele o que fazer e como fazer.

Neste contexto, nos deparamos com o empoderamento na espiritualidade. Felizmente vemos um movimento crescente que finalmente propõe entregar ao indivíduo a oportunidade e a responsabilidade por seu desenvolvimento e ascensão.

Infelizmente, a grande maioria da humanidade ainda está presa a dogmas que têm por objetivo limitar esse poder e fazer com que continue presa ao medo e à culpa, garantindo esse poder a uma minoria há séculos e séculos.

Como, então, que cada um pode se tornar responsável e assumir o poder pela sua conexão com o “divino”, já que existem tantas supostas verdades que dizem que o homem não é nada além de um ser pecador, incapaz de decidir por si só o seu caminho?

Assumindo duas premissas:

  • Não existe verdade absoluta.
  • Ninguém (vivo ou morto) pode garantir a sua ascensão, salvação, redenção ou como quiser chamar esse processo de reconexão com os mundos espirituais. Apenas e somente você.

Sem essas duas premissas é impossível empoderar alguém espiritualmente. É necessário inicialmente um trabalho de limpeza e quebra de contratos de medo, submissão e culpa.

O problema das pessoas que buscam essa nova espiritualidade sem terem se libertado de dogmas antigos é que os seus padrões viciados a levarão aos mesmos e velhos conceitos religiosos. Fazendo com que ela continue a entregar o seu poder a mestres, gurus, líderes religiosos, grupos, etc., sempre dependendo da orientação de terceiros, que irão, mesmo que maquiados de uma nova ideologia e espiritualidade, utilizar do poder de seus seguidores para seu próprio benefício.

Uma pessoa que é consciente de sua espiritualidade e dona de seus caminhos é capaz de interagir e conviver com diversas linhas espirituais e religiosas (se assim desejar) compartilhando do que há de bom, sem se sentir presa ou devedora, pois ela ouve sempre a sua intuição, o seu cardíaco, sua Chama Trina.

Ela é livre para buscar e viver sua própria verdade. Não apenas nesta realidade terrestre, mas nos mundos que ainda estão por vir.

Simples assim.

Se quiser saber mais, como iniciar essa jornada através da quebra de paradigmas e contratos com o passado, através da conexão com sua Chama Trina – sua essência e seus verdadeiros amparadores na espiritualidade -, conheça o Método Omrom.

E para marcar atendimentos individuais, entre em contato.

2 comentários sobre “EMPODERAMENTO ESPIRITUAL

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s